terça-feira, julho 21, 2009

Cigarette Countdown #5

Eu tremo, inteira, quando sinto sua mão de leve no meu rosto enquanto eu te beijo. Eu vou ao céu e volto, a tempo de ainda perceber quão real você é. E ouvir a música! Essa música que você cria com suas risadas perto do meu ouvido.

Olho ao meu redor, tanta gente... Quero te levar pra longe daqui. Seus olhos também passeam, conversam com outros olhares e quando cruzam os meus, percebemos que já não há mais o que fazer.

Estamos prontas!

Meus sentidos estão aguçados, como numa caçada. Pupilas dilatadas, pêlos eriçados, músculos com extrema prontidão!

Ainda não...

Te pegam pela mão, te fazem conhecer pessoas, te contam longas histórias, te fazem contar históras, muito mais longas. E eu espero, teu vinho espera, eu, tua, espero.

Mais um cigarro solitário, no canto, no escuro, no íntimo da espera, no limiar do meu desejo. Fecho os olhos, levo o cigarro perto do ouvido. Digo seu nome enquanto escuto a brasa queimar, e ouço sua risada, pegando fogo em mim. Digo seu nome mais uma vez e tenho a impressão que vou sorrir eternamente.

Ao abrir o olho, te tenho ainda na moldura. Menos gente, menos foco, mais nós duas. Levo teu vinho e me levo até você.
Você vem.
Você perto.
Você inteira.
E é só isso que interessa.
Largo o pobre cigarro solitário no chão.
Esmago o final da minha espera.

E estamos prontas!

FIM DO QUINTO CIGARRO



Um comentário:

Rafael disse...

Isso tá tenso pacas!!! Muito bom...essa expectativa é de deixar qualquer um louco!!!


Contador Grátis